Ventilação: Inovação e tecnologia

Na ResMed, nossa missão é melhorar a qualidade de vida das pessoas através de um sono mais saudável todos os dias.

A administração de um tratamento eficaz é muito importante para nós, mas também valorizamos o conforto durante a terapia. Nosso foco em inovação contínua nos permite ultrapassar os limites para oferecer ventiladores menores, mais silenciosos e mais confortáveis que respondem às necessidades individuais dos pacientes.

Tecnologias de disparo para maior conforto:

Disparo sensível e tecnologia de ciclagem

Para obter uma excelente sincronização entre paciente e ventilador, você pode personalizar o início e o fim de cada inspiração com o disparo ajustável e a tecnologia de ciclagem da ResMed.

  • Por reconhecer que cada paciente é diferente, a ResMed oferece cinco níveis de sensibilidade de disparo e ciclagem para ajudar na adaptação e no ajuste fino dos valores desses quesitos em relação às condições do paciente.
  • A sensibilidade de disparo determina o nível de facilidade ou dificuldade que o paciente tem para iniciar uma inspiração. A sensibilidade de ciclagem determina exatamente quando ele começa a exalar. O que há de melhor nesta solução para respiração é que ela pode ser personalizada para as necessidades respiratórias específicas de cada paciente para que a sincronia paciente-ventilador seja mantida e o trabalho de respiração reduzido.
  • As configurações de disparo e ciclagem mais sensíveis ('Alta" e "Muito alta") proporcionam flexibilidade para uma alta resistência, o que é especialmente adequado para crianças e pessoas com doenças pulmonares obstrutivas.
  • Configurações menos sensíveis (“Baixo” e “Muito baixo”) proporcionam flexibilidade para pacientes propensos à autoativação, provocada por doenças pulmonares restritivas e artefato cardiogênico.
  • As sensibilidades de disparo e ciclagem funcionam com uma tecnologia chamada Vsync para medir com precisão a fuga não intencional. Juntas, essas tecnologias oferecem a sincronização ideal.
  • Alguns ventiladores dispõem da tecnologia VNI + sensibilidade de disparo da ResMed para aumentar ainda mais os ajustes de disparo existentes.

Referências

* Clinical trial sponsored by ResMed. Report by Dr Martin Bachmann, Head of Pneumology, Asklepios Clinics

Tecnologia inteligente para atender às suas necessidades respiratórias:

iVAPS (Pressão de Suporte com Volume Assegurado em modo Inteligente) com iBR (Frequência de Apoio Inteligente)

Exclusivo da ResMed, o iVAPS é um modo de terapia de volume assegurado que, de forma inteligente, monitora se o ar está fluindo para dentro ou fora dos seus pulmões, a quantidade de ar que está fluindo e também a que você precisa para a próxima respiração.

  • Ao contrário de outras modalidades de volume assegurado, o iVAPS mantém a meta de ventilação alveolar específica do seu paciente, mesmo quando a frequência respiratória da pessoa varia durante toda a noite (especialmente durante as diferentes fases do sono).
  • Respondendo às suas necessidades variáveis, o iVAPS fornece pressão de suporte automática rápida, porém suave – rápida o suficiente para manter uma ventilação alveolar estável, porém suave o bastante para evitar a interrupção do sono.
  • Com o uso do recurso de Reconhecer Metas, o iVAPS 'aprende' a frequência respiratória espontânea de cada paciente e repassa essa informação para a iBR (Frequência de Apoio Inteligente).
  • Se houver pausas na respiração do seu paciente (que podem ser por tosse ou suspiro), a tecnologia iBR usa as informações aprendidas para determinar se, de fato, o seu paciente precisa de ajuda para respirar antes de fornecer ar.
  • Isso significa que seus pacientes não serão hiperventilados e terão a chance de respirar espontaneamente quando puderem.
  • O ventilador executa o recurso de Reconhecer Metas e determina automaticamente a iBR de cada paciente; você não precisa configurar isso manualmente, economizando um tempo valioso e deixando a certeza de que o seu paciente está recebendo a ventilação personalizada que precisa.

 

Tecnologia de gestão de fuga

As soluções de terapia de ventilação da ResMed oferecem uma série de tecnologias inteligentes para o controle de fugas.

  • As tecnologias de impedância do circuito, como a de Reconhecimento do Circuito, resolvem a impedância no circuito.
  • A seleção do tipo de máscara que o seu paciente está usando, no menu do dispositivo, ajuda o fator Ventilador no fluxo de ventilação da máscara, ou seja, a fuga intencional.
  • A tecnologia Vsync monitora e compensa fugas não intencionais e funciona com o TiControl para otimizar a sincronia.

Tudo isso funciona em conjunto para minimizar, monitorar e compensar a fuga e manter a sincronia paciente-ventilador, que é a chave para uma ventilação não invasiva eficaz.

Reconhecimento do circuito

A impedância no circuito varia conforme os componentes do circuito, incluindo filtros, umidificadores, tubos e outros acessórios.

A falha na compensação da impedância do circuito pode levar a uma monitoração imprecisa e a erros na pressão fornecida à máscara, impactando a eficácia da ventilação.

As soluções de tratamento com ventilação da ResMed foram projetadas para superar a impedância de várias maneiras, dependendo do ventilador, seja por meio de testes automatizados, como o Reconhecimento do Circuito, ou da seleção manual de opções de circuito no menu do ventilador.

  • Ao toque de um botão e em menos de um minuto, o Reconhecimento do Circuito executa automaticamente um teste através do ventilador para avaliar qualquer impedância no circuito.
  • Se o equipamento do seu paciente estiver funcionando corretamente, você estará com tudo resolvido imediatamente.
  • Se houver um problema, o dispositivo utilizará essa informação para compensar a impedância e garantir o fornecimento da pressão definida, para que a ventilação do seu paciente nunca seja comprometida.

Vsync e TiControl

Capturando profundamente a natureza dinâmica da fuga, a tecnologia Vsync da ResMed compensa com precisão fugas variadas e instáveis, fornecendo o fluxo certo na hora certa, para que a sincronia paciente-dispositivo seja mantida.

  • Quando o Vsync detecta uma mudança súbita e significativa no fluxo de fuga, a janela usual de verificação de fuga é rapidamente reduzida de 10 para 2 segundos.

Isso possibilita uma rápida ressincronização com o paciente – em geral, em duas ou três respirações, dependendo do tamanho da fuga.

  • Estabelecida a ressincronização, a janela volta rapidamente ao valor padrão de 10 segundos.
  • Sem o Vsync, o resultado seria diferente. O aumento do fluxo acarretado por uma fuga pode ser mal interpretado como inspiração do paciente, levando o ventilador a passar de EPAP para IPAP, fora de sincronia com o esforço real do paciente. Isso pode ainda diminuir a capacidade do ventilador de ciclar a respiração.
  • O Vsync trabalha em conjunto com o recurso TiControl, mantendo a sincronia mesmo em ocasiões de grande fuga.
  • O TiControl permite que você controle o limite do tempo de inspiração do paciente de acordo com o estado da doença. Para condições respiratórias desafiadoras, o TiControl possibilita gerenciar o fluxo espontâneo, permitindo que você defina os níveis ideais do seu paciente.
  • Com as configurações de Ti Mín e Máx, você pode ter certeza de que o TiControl protegerá o seu paciente, fazendo com que respire exatamente no ritmo certo.
  • Mesmo se o ciclo respiratório do seu paciente se tornar espontâneo e sair da fase de inspiração registrada, o dispositivo responderá, fazendo uma intervenção oportuna.
  • Juntos, o Vsync e o TiControl oferecem segurança adicional e controle sobre o tempo de inspiração do seu paciente, promovendo uma sincronia confiável controlada pelo dispositivo.

Tecnologias que permitem personalizar a terapia

Padrões patológicos

O preparo do paciente para um ventilador com o recurso Padrões Patológicos é um processo rápido, fácil e ágil.

  • Você pode escolher entre uma lista de valores predefinidos que são agrupados de acordo com estados de doença e mecânica pulmonar específicos, tais como:          

            o  doença pulmonar obstrutiva crônica

            o  doença pulmonar restritiva crônica

            o  mecânica pulmonar normal

            o  mecânica pulmonar obstrutiva

            o  hipoventilação por obesidade.

  • Isso ajuda a preparar rapidamente o ventilador com ajustes otimizados para o estado do paciente, permitindo um ajuste fino posterior das configurações de pressão individualmente necessárias.
  • Os tipos de valores predefinidos em Padrões Patológicos se baseiam em valores clínicos comumente usados.
  • Como funciona: Se você selecionar 'Mecânica pulmonar obstrutiva' nos Padrões Patológicos, por exemplo, as configurações padrão serão:

                            ·        IPAP 13 cm H2O

                           .         EPAP 5 cm H2O

                            ·         Tempo de elevação 150 ms

                            ·        Tempo de queda 200 ms

                            ·        Sensibilidade de disparo Média

                            ·        Sensibilidade de ciclagem Alta

                            ·        Ti Mín 0,3 s

                            ·        Ti Máx 1,0 s

                            ·        Ti Máx 1,0 s

Você poderá então ajustar IPAP, EPAP e o tempo de elevação conforme a necessidade – e o seu paciente está pronto para iniciar a terapia.

Mais sobre inovação e tecnologia