Por que tratar a DPOC?

A DPOC é um problema crescente.

Em 2012, mais de um milhão de pacientes com DPOC passaram por uma exacerbação aguda que resultou em internação hospitalar.1 Cada internação também representa um enorme fardo para os pacientes com DPOC e suas famílias.

Por que VNI para DPOC?

Se os pacientes com DPOC são internados em um centro médico devido a um agravamento agudo, eles são muitas vezes colocados em ventilação. Mas depois que recebem alta, a terapia padrão é farmacológica ou uso de oxigênio.

O oxigênio pode tratar da hipóxia causada pela troca de gases prejudicada no tecido pulmonar – insuficiência respiratória do tipo 1. Contudo, o oxigênio não trata da hipercapnia causada pela insuficiência ventilatória – insuficiência respiratória do tipo 2.  Há fortes evidências científicas de que a terapia com ventilação não invasiva (VNI) é uma opção eficaz para a maioria dos pacientes com DPOC que estão hospitalizados. O uso de VNI no tratamento de pacientes com DPOC e insuficiência respiratória do tipo 2 em ambiente doméstico não costuma ser considerado.

A pesquisa aponta para o fato de que o uso de VNI em casa:

  • Reduz as internações e minimiza os custos na perspectiva do hospital4
  • Reduz a recorrência da insuficiência respiratória hipercápnica aguda após um evento inicial em até dois terços nos primeiros 30 dias após o evento.5
  • Acarreta uma melhor qualidade de vida6-7

Monitoramento de dados para um acompanhamento bem-sucedido do paciente:

  • O monitoramento remoto de pacientes com DPOC pode ajudar a determinar:
  • Se o paciente aderiu à terapia e está usando de forma contínua sua terapia de VNI pelo período recomendado
  • A frequência respiratória do paciente em casa, o que pode ajudar o médico a identificar e possivelmente prevenir uma exacerbação aguda8

Referências

  • 01

    R. Sonia Buist, MD, chefe da divisão de medicina pulmonar e cuidados intensivos, Universidade de Saúde e Ciência do Oregon, 2007

  • 02

    Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease – Global Strategy for the Diagnosis, Management, and Prevention of Chronic Obstructive Pulmonary Disease – Updated 2013

  • 03

    World Health organization (WHO) – The global burden of disease: 2004. Atualização publicada em 2008

  • 04

    7. Duiverman et al. Nocturnal non-invasive ventilation in addition to rehabilitation in hypercapnic patients with COPD. Thorax 2008;63(12):1052-7

  • 05

    5. Cheung et al. A pilot trial of non-invasive home ventilation after acidotic respiratory failure in chronic obstructive pulmonary disease. Int J Tuberc Lung Dis 2010;14:642–649

  • 06

    6. Tsolaki et al. One-year non-invasive ventilation in chronic hypercapnic COPD: effect on quality of life. Respir Med 2008;102(6):904-11

  • 07

    7. Duiverman et al. Nocturnal non-invasive ventilation in addition to rehabilitation in hypercapnic patients with COPD. Thorax 2008;63(12):1052-7

  • 08

    8. Yanez et al. Monitoring breathing rate at home allows early identification of COPD exacerbations. Chest 2012;142(6):1524-9

Mais DPOC