Tratamento da insuficiência respiratória causada por DNM

O tratamento de pacientes com insuficiência respiratória causada por DNM pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas de respiração fraca, incluindo:

  • hipoventilação noturna (ortopneia, hipercapnia e dessaturações de oxigênio), que pode ocorrer antes do desenvolvimento da hipercapnia diurna1
  • aumento da fraqueza generalizada
  • disfagia
  • dispneia aos esforços e em repouso
  • fadiga
  • sonolência
  • dor de cabeça matinal
  • dificuldades de concentração
  • mudanças de humor

O tratamento ideal para insuficiência respiratória em pacientes com DNM é a ventilação não invasiva (VNI).

Solução de VNI da ResMed

A ResMed está empenhada em melhorar a qualidade de vida dos pacientes com DNM através do uso de sistemas de VNI domiciliares.

Nos últimos anos, constatou-se que a VNI utilizada em um circuito com fuga e com volume assegurado alvo é um método muito eficaz para a redução do PtcCO2. Essa terapia é particularmente eficaz quando comparada com a ventilação controlada por pressão sem qualquer garantia de volume.10

O iVAPS (Pressão de Suporte com Volume Assegurado em modo Inteligente), que é o modo de volume assegurado da ResMed, não só assegura o volume alvo, mas também a ventilação alveolar, compensando a ventilação do espaço morto. Isso é particularmente importante porque as condições do paciente mudam durante a noite; por exemplo, quando a força respiratória é prejudicada durante o sono REM ou quando o paciente se move para uma posição supina.

Alguns ventiladores da ResMed também dispõem da tecnologia de disparo VNI+ que tem sensibilidade para detectar até mesmo a respiração mais tênue, disparando o ventilador para administrar a próxima respiração ao paciente para que a respiração não seja retardada.

O iVAPS está disponível nos seguintes dispositivos ResMed utilizados para tratar de problemas respiratórios associados à DNM:

Stellar 150  

Considerações especiais

A dependência ventilatória tende a aumentar ao longo do tempo com a DNM progressiva. Consequentemente, pode ser preciso alterar também as configurações do ventilador.

  •  A linha de ventiladores da ResMed trata tanto de pacientes não dependentes quanto dos que são dependentes de ventilação. Para maior versatilidade, os ventiladores ResMed oferecem as opções não invasiva e invasiva.
  • Os recursos avançados de coleta de dados da ResMed (armazenamento no dispositivo e no cartão com dados de alta resolução de fluxo e pressão, percentual de respirações espontâneas, IAH, volumes, frequência respiratória, detalhes de sincronização, monitoração de SpO2) e o software ResScan permitem que os médicos disponham de dados detalhados para solucionar problemas e monitorar o progresso do paciente.

Os pacientes com doenças neuromusculares também podem ter apneia obstrutiva do sono (AOS).

Se a AOS estiver presente, a EPAP precisa ser titulada para superar o colapso das vias aéreas superiores.

  • Os dados do IAH visualizados na tela de informações do Stellar ou através do ResScan ajudarão a identificar a necessidade do ajuste de EPAP.
  • Os dados de fluxo de alta resolução podem ajudar a titular a EPAP e identificar a PEEPi.

É essencial para manter uma sincronização confiável de disparo e ciclagem da respiração entre o paciente e o dispositivo.

O algoritmo de gerenciamento de fuga Vsync funciona em sincronia com o recurso TiControl. O Vsync monitora e compensa a fuga ajustando contínua e automaticamente o fluxo base, enquanto o TiControl garante um tempo inspiratório mínimo e máximo.

O ajuste de disparo e ciclagem também pode ajudar na sincronização.

Acessórios de ventilação, como a ventilação pela boca com um bocal preso a um suporte na cadeira de rodas, podem ser úteis.

Vários ventiladores da ResMed podem ser utilizados com um bocal.

Remoção de secreção usando técnicas de VNI.2

Os ventiladores Stellar permitem que os médicos definam dois programas, um dos quais pode ser ajustado para auxiliar em técnicas de remoção de secreção.

A bateria auxiliar permite maior mobilidade aos pacientes.

Os ventiladores Stellar possuem baterias internas.

Todos os dispositivos da ResMed são compatíveis com o ResMed Power Station II, uma bateria externa que fornece até 8* horas de energia adicional (16* horas se forem conectadas duas baterias).

* 8 horas por bateria em modo PAC com EPAP de 5 cm H2O, IPAP de 15 cm H2O e 20 rpm (duas baterias podem ser conectadas simultaneamente)

Durante todas as fases de ventilação, é vital monitorar o paciente e seu progresso.

As soluções avançadas da ResMed para gerenciamento de dados (armazenamento no dispositivo e no cartão com dados de alta resolução de fluxo e pressão, horas de uso, volumes, percentual de respiração espontânea, frequência respiratória, IAH, SpO2 e detalhes de sincronização), incluindo o software ResScan, permitem que os médicos tenham dados detalhados para a resolução de problemas e o monitoramento do progresso do paciente, conforme necessário. Alguns ventiladores da ResMed, como o Stellar, podem exibir dados em tempo real (como curvas de fluxo e pressão), além de dados resumidos no próprio dispositivo.

A monitoração da terapia em tempo real permite fazer a titulação do paciente, acompanhá-lo da melhor forma possível e ajustar as configurações de acordo com o avanço da doença.3

 

Mais sobre DNM