Apneia do sono e saúde ocupacional | ResMed
Saúde e segurança no trabalho

Saúde e segurança no trabalho

A apneia do sono pode não apenas representar um risco para a pessoa que apresenta o problema, mas também para sua comunidade e seu ambiente de trabalho. Uma pesquisa recente mostra que a ligação entre apneia do sono e saúde ocupacional está cada vez mais clara.

De acordo com um estudo de 2010, os distúrbios do sono são frequentemente associados a um menor desempenho no trabalho e levam a um aumento no risco de acidentes no local de trabalho, especialmente em trabalhos que envolvam a condução de veículos.1 Em grande parte, isso se deve à sonolência diurna excessiva, um sintoma comum da apneia do sono conhecido por prejudicar o desempenho, reduzir os tempos de resposta e diminuir a memória.2

Seu papel como profissional de saúde

Por ser um profissional de saúde, compreender os efeitos da apneia do sono sobre situações específicas de saúde ocupacional pode ajudá-lo a tratar os pacientes de forma eficaz e economizar tempo reduzindo as opções de diagnóstico. Por causa da relação bem documentada da apneia do sono com diversas comorbidades, o tratamento da apneia do sono como um problema de saúde ocupacional pode melhorar muitos aspectos da saúde geral do paciente.

Uma população não diagnosticada

Incrivelmente, cerca de 80% dos empregados com apneia do sono não são identificados e tratados.3 Diagnosticar e tratar este grupo em particular pode ajudar a salvar vidas, melhorar a produtividade e reduzir os custos sociais.

Pessoas com apneia do sono não tratada também têm:

  • custos duas vezes maiores para o sistema de saúde4
  • maior risco de pressão arterial elevada e doença cardíaca5-8
  • maior risco de diabetes e obesidade9-11
  • duas vezes mais chances de ter acidente vascular cerebral12
  • seis vezes mais chances de se envolver em acidentes de carro13
  • maior incidência de presenteísmo (aparecer para trabalhar cansado com baixa produtividade)

Apneia do sono e saúde ocupacional: Transporte de carga

Com a apneia do sono afetando cerca de 28% dos motoristas de caminhão,14, este é um grupo que está em maior risco quando se trata de apneia do sono e saúde ocupacional. Uma empresa de transporte realizou um programa para diagnosticar e tratar a apneia do sono entre seus funcionários. Ela relatou uma redução de 56% nas despesas médicas de seus motoristas tratados, resultando em uma economia de mais de 7.000 dólares por motorista por ano. A empresa também relatou uma redução de 50% nos acidentes evitáveis.15

Referências

  1. Proietti et al. Clin Ter. 2010
  2. Saunders.
  3. Kapur. 1999
  4. Peker. 1997
  5. Marin. 2005
  6. National Institutes of Health. 2003
  7. Gami. 2004
  8. Milleron. 2004
  9. Becker. 2003
  10. Peppard. 2000
  11. Einhorn. 2005
  12. Yaggi. 2005
  13. Teran-Santos. 1999
  14. Pack et al. Am J Respir Crit Care Med. 2006
  15. Harbenbaum et al. J Occup Environ Med 2006