Apneia do sono e insuficiência cardíaca

 

A insuficiência cardíaca congestiva (ICC) é uma síndrome que afeta cerca de 10% das pessoas com mais de 65 anos.*

Até 73% dos pacientes com insuficiência cardíaca apresentam distúrbios respiratórios do sono (DRS),1 com Respiração de Cheyne-Stokes (RCS), apneia obstrutiva do sono (AOS) ou apneia central do sono (ACS).

O que é Respiração de Cheyne-Stokes (RCS)?

A RCS ocorre quando períodos de hiperventilação e hipoventilação (em um padrão respiratório crescente/decrescente) se alternam com períodos de apneia/hipopneia central.

A RCS é uma forma comum de DRS em pacientes com disfunção grave do ventrículo esquerdo.2

Quais são as consequências da RCS?

A ACS/RCS noturna está associada a um aumento da mortalidade3 em pacientes com ICC.

Como a RCS produz esse efeito?

A RCS costuma acelerar a progressão da insuficiência cardíaca, causando:

  • hipoxia repetitiva
  • aumento da pós-carga
  • aumento da atividade simpática4
  • oscilações da frequência cardíaca e da pressão arterial.

O sono fragmentado resultante da RCS também provoca fadiga e sonolência diurna, o que afeta a qualidade de vida.

Saiba mais sobre as opções de tratamento para pacientes com RCS.

Referências

  • 01

    Ferreira S et al. BMC Pulm Med. 2010

  • 02

    Lanfranchi PA et al. Circulation. 2003

  • 03

    Javaheri S et al. J Am Col Cardiol. 2007

  • 04

    Garcia-Touchard A et al. Chest. 2008

* Joseph et al. Tex Heart Inst J. 2009

Mais sobre comorbidades

Se o seu paciente tiver distúrbios respiratórios do sono (DRS), o risco de tornar-se hipertenso ...

A associação entre a diabetes tipo 2 e a apneia do sono tem sido amplamente pesquisada. Descubra ...