ResMed ganha disputa de patente contra a APEX

Dispositivos e máscaras da APEX que violaram patentes serão retirados de venda nos EUA

SAN DIEGO, 18 de julho de 2013 – Uma investigação do governo dos Estados Unidos iniciada a pedido da ResMed (NYSE: RMD) contra a fabricante taiwanesa APEX Medical Corp. resultou na determinação, por parte de um juiz de direito administrativo da Comissão de Comércio Internacional (ITC), de que a ITC deve entrar com um compromisso de cessação contra a APEX interrompendo a importação e venda dos produtos infratores dessa marca.

A ResMed é uma empresa global inovadora e pioneira no desenvolvimento de produtos para o tratamento de distúrbios respiratórios do sono e problemas respiratórios. A ação original, impetrada pela ResMed em março de 2013 junto à ITC, determinou que houve violação de patente por duas máscaras da APEX e dois geradores de fluxo da APEX: as máscaras APEX WiZARD 210 e WiZARD 220 e os geradores de fluxo APEX ICH e XT Fit.

O processo da ITC contra a APEX, também denominada Medical Depot, Inc., fazendo negócios em nome da Drive Medical Design and Manufacturing (Drive). O mesmo juiz de direito administrativo da ITC determinou anteriormente que a ITC devia entrar com um compromisso de cessação contra a Drive ordenando que pare a importação e a venda das máscaras Freedom 210 e Freedom 220 produzidas pela APEX, que são idênticas às máscaras WIZARD. 

"Estamos satisfeitos, mas não surpresos, com a rápida conclusão deste processo contra a APEX e a Drive Medical Design", afirmou David Pendarvis, consultor jurídico global e diretor administrativo (CAO) da ResMed. "Este resultado é uma prova da força da propriedade intelectual da ResMed; nossa inovação é um diferencial de mercado significativo que coloca em primeiro lugar o conforto do paciente e a eficácia da terapia. Vamos continuar a defender nossas patentes e inovações contra quaisquer ameaças futuras".