ResMed anuncia resultado financeiro recorde para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013

SAN DIEGO, 23 de janeiro de 2014 – A ResMed Inc. (NYSE: RMD) anunciou hoje receita e lucro recorde para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013.  A receita para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013 foi de 384,3 milhões de dólares, um aumento de 2% (ou de 1% em moeda constante) em relação ao trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.  Para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, o lucro líquido foi de 86,6 milhões de dólares, um aumento de 11% em relação ao trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.  O lucro diluído por ação para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013 foi de 0,60 dólares, um aumento de 13% em relação ao trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.  

As despesas com VGA foram de 111,7 milhões de dólares para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, um aumento de 4% (ou de 5% em moeda constante) em relação ao trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.  Os custos VGA foram de 29,1% da receita no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, em comparação com 28,6% no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.    

As despesas com P&D foram de 29,5 milhões de dólares para o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, ou 7,7% da receita.  As despesas com P&D diminuíram 3% (um aumento de 5% em moeda constante) em relação ao trimestre encerrado em 31 de março de 2012.  As despesas com P&D foram favoravelmente afetadas pela depreciação do dólar australiano em relação ao dólar norte-americano.

A empresa amortizou bens intangíveis adquiridos de 2,5 milhões de dólares (1,9 milhões de dólares, líquido de impostos) durante o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013.  Custos de compensação baseados em ações incorridos durante o trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2013 de 10,7 milhões de dólares (7,2 milhões de dólares, líquido de impostos) consistiram em despesas associadas a opções de ações, unidades de ações restritas e nosso plano de compra de ações para funcionários.  

Para os seis meses encerrados em 31 de dezembro de 2013, a receita foi de 742,0 milhões de dólares, um aumento de 4% ao longo dos seis meses encerrados em 31 de dezembro de 2012 (ou de 3% em moeda constante).  Para o semestre encerrado em 31 de dezembro de 2013, o lucro líquido foi de 167,6 milhões de dólares, um aumento de 12% em relação ao semestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.  O lucro diluído por ação para o semestre encerrado em 31 de dezembro de 2013 foi de 1,15 dólares, um aumento de 13% em relação ao semestre encerrado em 31 de dezembro de 2012.

No segundo trimestre do ano fiscal de 2014, a receita fora das Américas foi de 177,7 milhões de dólares, um aumento de 8% sobre o trimestre do ano anterior.  Em moeda constante, a receita fora das Américas aumentou 5%. A receita nas Américas diminuiu 2% em relação ao trimestre do ano anterior, para 206,6 milhões de dólares. O lucro operacional no trimestre encerrado em dezembro aumentou para 105,0 milhões de dólares, o fluxo de caixa das operações foi de 84,2 milhões de dólares, enquanto a margem bruta expandiu para 64,7%, todos demonstrando um sólido desempenho operacional. Durante o trimestre, a empresa também recomprou 1,5 milhões de ações, a um custo de 74,0 milhões de dólares, como parte de seu programa contínuo de gestão de capital.

Mick Farrell, CEO da ResMed, comentou: "'Embora estejamos desapontados com os números dos EUA, as duas questões básicas, como já observado anteriormente, são a reestruturação do mercado devido às licitações e o aumento da atividade da concorrência. Dito isso, o impacto das licitações sobre o volume no mercado norte-americano está começando a diminuir, e estamos entrando em parceria com nossos clientes norte-americanos para nos posicionarmos para o crescimento vislumbrado à frente. É importante notar que temos um rico pipeline de produtos programados para introdução e continuamos otimistas quanto ao futuro crescimento do mercado nos EUA.

Destacando um exemplo do novo pipeline de produtos da empresa, Farrell disse: "No início deste mês, nos EUA, lançamos nosso novo sistema de almofadas nasais AirFit™ P10, que consiste em uma máscara ultraleve e ultrassilenciosa que tem apenas três peças, incluindo um novo arnês QuickFit™ macio e estável e uma nova tecnologia de exalação chamada QuietAir™. A AirFit P10 é 50% mais silenciosa e 50% mais leve do que sua predecessora, difundindo o ar com o mínimo de incômodo para os pacientes e seus parceiros de cama.  Em suma, esta é uma máscara excepcional, os comentários dos pacientes têm sido altamente positivos, e há mais duas novas máscaras logo em seguida, programadas para lançamento neste ano fiscal.

"Durante o segundo trimestre, a Agência de Vigilância Sanitária aprovou o nosso ventilador Stellar™ para venda no Brasil. E estamos no caminho certo para lançar a nossa plataforma de ventiladores para tratamentos respiratórios de última geração na Europa no ano fiscal de 2014, com outros mercados a seguir. Esperamos que esses lançamentos e outros do nosso pipeline impulsionem mais crescimento nos nossos mercados globais," afirmou ele.

"Durante este trimestre fiscal, nós nos beneficiamos da diversidade de mercados que atendemos em todo o mundo, com um crescimento sólido das equipes europeias e nos países de mercados emergentes. Nossas empresas alemãs de atendimento domiciliar e revenda tiveram um bom desempenho no trimestre, e as vendas foram fortes no Reino Unido, na Suíça e em países da Europa, onde não temos subsidiárias diretas. Estamos satisfeitos com o nosso desempenho operacional global, o que nos permitiu expandir as margens brutas e aumentar os lucros a taxas de dois dígitos neste trimestre," continuou Farrell.

"As oportunidades de crescimento permanecem nos mercados de sono, cuidados respiratórios e cardiorrespiratórios em todas as regiões.  Continuamos a nos concentrar na melhoria da qualidade de vida dos pacientes que sofrem de distúrbios respiratórios do sono e insuficiência respiratória, incluindo a doença pulmonar obstrutiva crônica. Nossa equipe tem a missão de impedir a progressão da doença, melhorar os resultados e reduzir o custo de gerenciamento de algumas das doenças crônicas mais caras no sistema global de saúde, incluindo a doença cardiovascular."

O conselho administrativo da ResMed declarou hoje um dividendo trimestral de 0,25 dólares por ação, tendo 19 de fevereiro de 2014 como data de registro, e previsão de pagamento para 19 de março de 2014. O dividendo será pago em moeda norte-americana aos portadores de ações ordinárias da ResMed negociáveis na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). Os portadores de Certificados de Depósito Chess (CDIs) negociáveis na Bolsa de Valores Mobiliários Australiana (ASX) receberão um montante equivalente em moeda australiana, com base na taxa de câmbio da data de registro, e refletindo a proporção de 10:1 entre CDIs e ações da NYSE.  Pelo fato de as duas bolsas terem procedimentos diferentes para liquidação e transferência, os períodos de ex-dividendos antes da data de registro serão diferentes para ações ordinárias e para CDIs. A data de ex-dividendo será 13 de fevereiro de 2014 para os portadores de CDIs e 15 de fevereiro de 2014 para os portadores de ações ordinárias. Em decorrência dessas diferenças, a ResMed solicitou uma concessão em relação às regras operacionais de liquidação da ASX, o que permitirá que a ResMed adie o processamento de conversão entre ações ordinárias e registros de CDI de 13 de fevereiro de 2014 para 19 de fevereiro de 2014, inclusive. 

Sobre a ResMed

A ResMed é uma empresa líder global no desenvolvimento, na fabricação e na comercialização de produtos médicos para o diagnóstico, o tratamento e a gestão de doenças respiratórias, com foco em distúrbios respiratórios do sono. A empresa se dedica a desenvolver produtos inovadores para melhorar a vida das pessoas que sofrem com essas patologias e aumentar a conscientização entre os pacientes e profissionais de saúde sobre as graves consequências para a saúde que podem advir de distúrbios respiratórios do sono não tratados. Para obter mais informações sobre a ResMed, visite www.resmed.com.

A ResMed realizará hoje uma chamada em conferência às 13:30, horário do Pacífico dos EUA, para discutir esses resultados trimestrais.  Aqueles que quiserem acessar a chamada em conferência poderão fazê-lo através do site da ResMed em www.resmed.com ou ligando para 847-585-4405 (nos EUA) ou +1 847-585-4405 (internacional) e digitando o código de acesso à conferência. 36303553.   Reserve um tempo adicional antes da chamada para visitar o site e fazer o download do player de mídia de streaming (Windows Media Player), necessário para ouvir a transmissão via Internet.  O arquivo online da transmissão estará disponível aproximadamente 30 minutos após a conferência ao vivo e continuará disponível por duas semanas.  Para acesso ao áudio gravado da chamada em conferência, ligue para 630-652-3042 (nos EUA) e +1 630-652-3042 (internacional) e digite a ID da conferência. Nº. 36303553.

Para investidores: Para obter mais informações, entre em contato com David Pendarvis, da ResMed Inc., em San Diego, pelo número (858) 836-5983; Brett Sandercock, da ResMed Limited, em Sydney, pelo número (+612) 8884-2090; ou visitando o site multilíngue da empresa em www.resmed.com

Para as mídias de notícias: contate Gretchen Griswold, diretora de comunicações corporativas globais, pelo número (858) 836-6789.

As declarações contidas neste comunicado que não sejam fatos históricos são declarações de expectativas conforme o Private Securities Litigation Reform Act de 1995. Essas declarações de expectativas – incluindo declarações relativas a receitas, lucros ou despesas futuros da empresa, desenvolvimento de novos produtos e novos mercados para os produtos da empresa – estão sujeitas a riscos e incertezas que podem fazer com que os resultados reais sejam bastante diferentes dos projetados ou subentendidos nas declarações de expectativas. Esses riscos e incertezas são discutidos no Relatório Anual da empresa no Formulário 10-K do seu ano fiscal mais recente e em outros relatórios que a empresa arquiva junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.  Esses relatórios estão disponíveis no site da empresa.