As pessoas que sofrem de apnéia do sono costumam se sentir cansadas, deprimidas e com pouca energia durante todo o dia. A apnéia do sono também pode afetar negativamente comorbidades. O tratamento da apnéia do sono permite que as pessoas se sintam melhores.1 Contudo, apesar da alta prevalência e gravidade da doença, cerca de 80% das pessoas com apnéia do sono continuam sem diagnóstico e sem tratamento.1

Prevalência da apnéia do sono

SDB Prevalence

Identificar corretamente pacientes com apnéia do sono e ajudá-los a permanecer na terapia são ações cruciais que os ajudarão a dormir e se sentir melhor. Este folheto foi concebido para auxiliá-lo na implementação de um programa de triagem visando diagnosticar, tratar com eficiência e recuperar o bem-estar dos pacientes.

Para identificar os pacientes com risco de apnéia do sono, a ResMed desenvolveu um processo simples em três etapas:

Os clínicos gerais devem também fazer essas perguntas a seus pacientes durante o processo de triagem:

Orientações para o Clínico Geral para Encaminhamento de Pacientes

 

Além disso, o ApneaLink™ é uma ferramenta de monitoração do sono simples e econômica que identifica objetivamente pacientes com risco de apnéia obstrutiva do sono (AOS).

1Young T. Epidemiology of Obstructive Sleep Apnea. A population health perspective. Am J of Res Crit Care Med 2002
©2000-2013 ResMed. Todos os direitos reservados.